Calibre (2018)

Suspense | 101 minutos
Avaliação: 8/10
8

História do filme

Calibre é uma produção britânica, original da Netflix, e trabalha com a ideia de até que ponto uma pessoa está disposta a se corromper para ocultar seus erros. O suspense foi escrito e dirigido pelo estreante Matt Palmer. Apesar de não contar com celebridades em seu elenco, oferece atuações capazes de agonizar o espectador tanto quanto sua história.

Vaughn (Jack Lowden) e Marcus (Martin McCann) são amigos que decidem viajar para uma isolada aldeia na Escócia para caçar cervos. Durante a caçada, eles cometem um grave erro. Vaughn fica dividido entre mentir para poder voltar para sua mulher e filho ou contar a verdade, enquanto Marcus age instintivamente para salvar suas vidas. A amizade dos dois é colocada à prova enquanto seus segredos estão cada vez mais perto de serem revelados.

A primeira cena do filme mostra a imagem aérea de uma vasta, densa e solitária floresta nos montes escoceses. Esta figura é acompanhada pelo som apreensivo de violinos e a frase “não vá”, que parece prever o que está por vir. Este plano sintetiza a atmosfera causada pelo filme. A má sorte dos protagonistas pesa sobre os ombros do espectador, faz com que ele se sinta aflito por Vaughn e Marcus e o leva a refletir no que faria em seu lugar, cria um desejo de querer voltar ao passado. A cada tentativa frustrada de ocultar a tragédia, a história se torna mais densa e os problemas de seus protagonistas mais amplos. Calibre cumpre bem seu papel ao causar incomodo em quem o assiste. Mas seu desconforto não é gratuito. Ele tem o objetivo de causar reflexão.

Vaughn é pacífico, fiel, está noivo, espera um filho, mas acidentalmente comete um erro. Marcus é agressivo, libidinoso, delinquente e para proteger seu amigo é impulsivo. A escolha de personagens tão opostos é proposital. A tendência natural é sentir pena de um e culpar o outro pelo ocorrido. Não é incomum que alguém se sinta aliviado com a conclusão da história, porém o próprio filme, em sua última cena, mostra um sentimento contrário. A natureza humana é: dois pesos, duas medidas.  Calibre a todo instante cutuca a moral do espectador, a testa, aumenta ainda mais a inquietação por tocar em uma questão tão intima.

Calibre é intenso do início ao fim, causa crescente aflição no espectador, que dificilmente conseguirá relaxar durante o filme. Não é um filme que deseja ser agradável, muito menos valoriza situações fantásticas, ele quer ser real, pé no chão. A cada novo acontecimento, explicita o quanto a natureza humana pode ser cruel quando é objetivo é se preservar. Ele irá agradar pessoas que gostam de filmes capazes de gerar discussões acerca do comportamento humano.

Trailers e Vídeos

trailers
x
calibre-critica-netflix

Trailer: Calibre

Suspense

x